24/06/2014

Minha palavra

Se a minha palavra pudesse te animar, e despertasse em você um novo desejo, eu gostaria que esse desejo fosse o de transformar, que fosse a certeza de que você pode fazer algo mais, por você e por tudo o que te cerca, despertando em você uma nova consciência, tirando você do isolamento dos pensamentos, trazendo para a luz da ação.
Se minha palavra pudesse te curar, eu gostaria de arrancar a doença da alma, que paralisa as ações motivadoras, que te deixam abatido..., desiludido e carente, te transformaria em energia e diria: - Levanta-te e anda, mas tende bom ânimo, pois tudo passa, menos você, você é eterno...
Se a minha palavra pudesse iluminar, eu queria ser um sol, que ilumina e aquece, e despertaria o seu brilho natural. Mostraria ao mundo a beleza da sua alma, e até você se surpreenderia com tanta luz, e se valorizaria, como deve ser valorizado, sendo único e especial.
Se a minha palavra pudesse te presentear, eu gostaria de oferecer-lhe uma flor, e em cada pétala um desejo diferente, paz para a sua alma, saúde para o seu corpo, prosperidade para o seu bolso, alegria para seus atos, amigos sinceros para dividir tudo, uma oração para todos os momentos, e no centro da flor uma decisão: que você nunca viva sem ter um amor, que aqueça eternamente o seu coração.
Prá você, a minha melhor palavra, o melhor que a minha alma diz: viva intensamente a vida que se apresenta, que te saúda e te convida para ser feliz.
(Paulo Roberto Gaefke - Recebido por email)