21/07/2014

Não apague a sua luz.

Não deixe que a dor e o sofrimento apaguem sua luz. Saiba, antes, que é a sua luz brilhando quem vai tirá-lo do sofrimento.
Não permita que uma simples lágrima de tristeza torne você triste para o resto da vida.
Não deixe que uma derrota tranforme você num derrotado.
Não admita que um erro o condene à prisão perpétua da culpa.
Não consinta que a desilusão amorosa o deixe desiludido para sempre.
Não aceite que a traição de um amigo o afaste de todas as amizades da sua vida.
Não permita se identificar com o problema que o aflige.
Você não é a sua doença, não é o seu erro, não é  o seu fracass, não é o rejeitado, não é o traído, você não é nada disso.
Recorde-se do que você é, pense nas suas cores verdadeiras, na sua luz interior. Você já manifestou em alguns momentos da sua vida, principalmente na infância. Lembre-se daquela criança linda, esperta, alegre, criativa, sorridente, saudável, espontânea, enfim daquela criança que aonde chegava arrancava o sorriso dos outros. Tudo isso ainda está dentro de você. Traga isto para hoje, traga essa criança para iluminar seus dias tristes. Somente a luz dissipa as trevas.

do livro Cura e Libertação de José Carlos De Lucca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário