27/10/2014

As Regras de Ouro dos Casais Saudáveis

"Não basta amar, o amor tem que ser inteligente. Até pessoas bem intencionadas podem traumatizar quem elas amam." Augusto Cury

Sinopse do livro: A relação desinteligente é instável, enquanto a relação saudável tem estabilidade. Na relação desinteligente, um é perito em reclamar do outro enquanto, na relação saudável, os dois são especialistas em agradecer. Na relação desinteligente, os atores são individualistas e, na relação saudável, um procura fazer o outro feliz. Na relação doente se cobra muito e se elogia pouco, na relação saudável se doa muito e se cobra pouco. Que tipo de casal você forma - saudável ou doente, inteligente ou desinteligente? Casais saudáveis têm uma mente madura, atentam ao essencial, à grandeza do afeto, à notoriedade do diálogo, ao espetáculo do respeito mútuo, enquanto casais desinteligentes valorizam o trivial, atritam por coisas tolas. Quem ama apenas com a emoção vê a relação flutuar entre o céu do prazer e o inferno dos conflitos. O romance, para ser saudável e inteligente, precisa ser alicerçado em regras de ouro. E quais são essas regras? Compreender minimamente a complexidade da mente humana; saber que ninguém muda ninguém, que temos o poder de piorar os outros, não de mudá-los; saber que estratégias erradas, como cobrar demais, aumentar o tom de voz, dar sermões, criticar em excesso, ter ciúmes, chantagear, fazer comparações, levam à falência dos romances; superar o cárcere do fenômeno bateu-levou; superar o cárcere da rotina; ser carismático, distribuindo elogios e promoções; ser empático, distribuindo sabedoria e encantando. E muito mais... Essas regras pretendem dar um norte, rever rotas, treinar nossas habilidades, reciclar nossas loucuras, refundar alguns alicerces da relação.


Quer ter uma relação afetiva saudável? Faça psicoterapia, invista em autoconhecimento e não permita-se viver relações destrutivas e que limitam e trazem caos para sua vida. Atendimento individual ou de casal. Nos contate para saber mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário