26/11/2014

A função luminosa da mágoa

 por Wanderley de Oliveira

Todos os sentimentos na ecologia emocional tem funções corretivas visando o equilíbrio interior. A
A mágoa tem duas principais funções na vida emocional e psíquica:
1) Revelar algo sobre você que está difícil de aceitar.
2) Desiludir sobre o que você pensa a respeito de quem te ofendeu.
Sobre o tópico 1, a revelação mais comum a respeito de si próprio quando magoado é sobre como você sempre idealiza as pessoas, esperando demais delas. Suas expectativas são muito altas, especialmente com quem te ofendeu. Esse é o aprendizado mais comum para quem se magoa. Outro aprendizado a seu respeito que também pode ser revelado com a dor da mágoa, é que você não consegue dizer NÃO quando é necessário, sendo facilmente manipulado e abusado. A ofensa é algo que dói muito. Seria insensato pensar que ela não serve para nada. Essa dor é uma alerta na vida emocional chamando você a repensar sua vida, sua forma de olhar, sobretudo, para as pessoas com as quais você tem um afeto. Não existe mágoa entre pessoas que não são importantes afetivamente na sua vida.
Sobre o tópico 2, a mágoa acontece para reciclar seu conceito sobre quem te magoou. Essa pessoa pode ser muito pior que você imaginou ou, ao contrário, ela apenas não é quem você imagina e isso não significa que seja alguém ruim e que te queira mal. Só não se encaixa no seu modelo fantasioso de julgamento. A mágoa, nesse caso, serve para você reavaliar sua concepção sobre amizades, parentesco e relações de uma maneira geral.
Quem entende essas funções luminosas da mágoa vê a vida com realidade e deixa de fantasiar a família, os colegas, os amigos, os parentes e todos os seus relacionamentos. A mágoa só se transforma em dor e corrói o coração quando você não entende essa função, e prefere escolher as idealizações que você tem do mundo e das pessoas de sua convivência.
Se você for humilde e uma pessoa disposta a entender melhor a si mesmo, vai concluir que o problema da mágoa é seu e não do outro que você idealizou. E dessa forma vai extrair de si e do ofensor o melhor que existe, vivendo mais leve e sem amarras, curando sua arrogância de pensar como devem ser as pessoas e o mundo à sua volta.
Liberte-se. Perdão é algo bom para seu coração e não uma decisão para com o outro. Perdão não é com o outro. Perdão é algo a ser feito dentro de você, limpando o lixo que o outro depositou em seu coração, mas sempre consciente de que foi você quem permitiu que esse outro jogasse esse lixo onde não devia, abrindo as portas de suas ilusões para que ele ali entrasse, dessa forma que te machucou. Frustração, o ódio, a inveja, o orgulho e todos os sentimentos que nos ensinaram como sendo ruins, só são tóxicos quando não sabemos suas funções luminosas. Falta educação emocional para orientar o processo de conscientização.

05/11/2014

Não está fácil achar um amor

por Wanderley Oliveira do livro "Apaixone-se por Você"

Quando duas pessoas se atraem, todo um conjunto de forças se coloca em movimento, conectando-as. Um dos aspectos mais sutis e ignorados nesse encontro energético sãos as ligações do lado sombrio dos dois. Esse lado sombrio é composto por conteúdos inconscientes e se manifestam nas carências, imperfeições e pendências emocionais diversas. Nesse sombrio, estão também qualidades e valores muito importantes, que são acessados mais raramente.
Em seus relacionamentos, você pode projetar seu lado sombrio e se apaixonar por alguém que tem aspectos muito similares aos seus. Alguém que vai te tratar como você se trata. Nesse caso, você se apaixona pelo seu reflexo na outra pessoa. Evidentemente, isso não é nada saudável, e as chances de dar certo são menores.
Se você está com uma relação mal resolvida e difícil com seu lado sombrio, atrairá para perto de sua vida pessoas que se expressem e vivam na mesma desarmonia. Da mesma forma, à medida que você solidifica o amor a si próprio, desenvolve a autoestima, fortalece sua dignidade, conduz a vida de forma correta, buscando o cultivo do bem e da luz, você terá mais possibilidades de atrair pessoas de valor e riqueza na alma que vão se aproximar e permanecer na esfera da sua vida.
Muita gente chama de carma essa dificuldade de arrumar alguém bom para se relacionar. De fato é mesmo, mas é necessária uma reconceituação básica: seu carma não é arranjar pessoas ruins e que não valham a pena; seu carma é aprender a resolver dentro de você o sombrio que atrai esse tipo de pessoa, descobrindo quais são os pontos vulneráveis da sua vida emocional que precisam de cuidados e orientação, e também resgatando os potencias luminosos que estão adormecidos em você.